arquivo

Arquivo mensal: agosto 2012

Imagem

I want to sing like the birds sing,
not worrying about who hears or what they think. ~ Rumi

Anúncios

Imagem

‎”É um prazer falar com alguém que não sabe tudo, que tem a mente aberta e vontade de ouvir. Nessa mente há uma presença deliciosa, há receptividade e humildade. No zen se diz: ‘Se você quer conhecer a verdade, basta parar de alimentar opiniões.’ Num antigo textos budista, o Buda levanta essa mesma questão, terminando com uma bem-humorada cutucada nos que têm opiniões :

‘Vendo infelicidade em visões e opiniões, sem adotar nenhuma, encontrei paz interior e liberdade. Quem é livre não se agarra a visões nem discute opiniões. Para um sábio, não há superior, inferior nem igual; não há lugares em que a mente possa se fixar. Mas os que se prendem a visões e opiniões andam pelo mundo aborrecendo as pessoas.’

(Jack Kornfield)

Imagem

“Quando lembramos de Deus e da nossa personalidade divina, o mundo também suaviza-se em direção a nós. Quando tornamos mais forte nosso amor e conexão com Ele, expandimos nossa influência sobre o mundo. Assim nossos bons votos não se limitam a poucas pessoas, mas passam a tocar toda a humanidade. Tais bençãos universais retornam através de inúmeras formas ajudando ainda mais o nosso progresso.”

BK Ashima Sachdev,Towards Self Mastery, Purity, April 2005

Imagem

“Em nosso presente, vivemos submetidos a duas forças: a do passado e a do futuro. O passado, é vago e gosta de se repetir. O futuro, é a meta, a mutação. No presente, estamos submetidos a  força da gravidade. Temos de vencer a força que nos mantém fixados no chão e que nos leva a acomodarmos no passado, e voar ao mundo dos sonhos, da imaginação, e da libertade.”

Alejandro Jodorowsky

Imagem

“A miséria abre a alma para uma luz que a prosperidade não vê”, reza uma frase sábia que muitos experimentaram como certa. Perder em um nível pode ser ganhar em outro. Quando a vida  golpeia as pessoas com problemas terríveis, as vezes abre uma janela para uma realidade transpessoal; a compreensão de que somos guiados por uma vontade maior, dá uma confiança renovada. Através do não desejado se manifesta uma sabedoria oculta.

Trecho do Livro de Joan Garriga “Vivir en la Alma” (Editorial Rigden Institut Gestalt)