– o amor, a verdade e a satisfação

Imagem

Quando sou eu mesmo e você responde com calor e afeto, então o amor existe. Se faço cálculos, e apresento um comportamento falso para lhe agradar, você pode estar amando o meu comportamento, mas não a mim, porque ocultei minha existência real atrás deste comportamento artificial. Mesmo se o seu amor for uma resposta ao meu comportamento falso, não poderei receber o seu amor. Este é modificado pelo fato deu saber que o amor é para a imagem que criei, e não para mim. Preciso estar constantemente alerta para ter certeza de que mantenho a minha imagem, para que o amor não desapareça. Eu me fechei para o seu amor, sentir-me-ei solitário e não-amado, e tentarei desesperadamente manipular ainda mais a você e a mim para receber este amor. Esta é a trágica fraude de todo comportamento baseado em fantasias e imagens, intenção e manipulação. Quando eu me manipulo para conseguir uma certa resposta sua, sei que a sua resposta não está sendo dirigida a mim, então não sinto muita satisfação. Tanto esforço para obter uma resposta que não posso realmente aproveitar! Quando ao contrário, sou honesto comigo mesmo, e você reage a mim tal como sou no momento, posso conhecê-lo e obter a satisfação de estar me relacionando com você. Este relacionamento honesto não é sempre alegre e agradável; às vezes é triste e bravo, mas é sempre real, sólido e vivo.

Trecho do Livro -Tornar-Se Presente – John O. Stevens

Anúncios
2 comentários
  1. Carolina Ramirez disse:

    Amor muito tudo isso!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: